Anjos de Mons ou Extraterrestres de Mons?

Anjos de Mons ou anjo extraterrestre?

Com violência nunca antes vista e nenhum ensinamento, pois poucos anos depois outra triste guerra voltou a acontecer. A primeira grande guerra mundial, que ocorreu entre 1914 e 1918, além de deixar milhares de mortos e países arrasados, deixou também muitas histórias estranhas narradas pelos soldados. Histórias que provavelmente foram criadas devido à adrenalina liberada no meio do fragor da batalha, pelo medo ou simplesmente VIVIDAS por eles?

Existem inúmeros relatos de experiências paranormais, que se difundiram como pólvora entre os combatentes da primeira guerra mundial. A Batalha de Mons, foi uma delas. Supostamente, essa batalha teve intervenção sobrenatural, na forma de guerreiros angelicais, tornando se dentre todos os relatos o mais extraordinário deles e isso se deve ao grande número de testemunha.

Battles_of_Charleroi_and_Mons_map

A batalha de Mons foi travada em 26 de agosto de 1914. O Exército Britânico, comando pelo general John French, estava na região das Ardenas para confrontar o Exército do Império Alemão, que possuía superioridade numérica. No dia 23 de agosto, o general inglês, depois de um confronto violento estava fazendo manobra com a intenção de se reagrupar seu pelotão e atacar novamente os alemães quando seus superiores ordenam que ele se retire para o sul. A usa retirada do local deixaria o flanco de seu pelotão descoberto e exposto a um ataque alemão, o que causaria um grande número de baixas.

retirada

O general inglês acatou a ordem, mesmo sabendo do perigo que seus homens corriam. Avançaram então pelo meio do bosque e foram perseguidos de perto por um batalhão alemão. De repente, um espesso nevoeiro lhes rodeou, impedindo que eles vissem uma saída daquele bosque. O desânimo começou a abalar os soldados. Eles sabiam que não iriam conseguir sair dali e que provavelmente em algumas horas estariam rodeados e mortos pelo inimigo.

soldados trincheira.jpg

Segundo depoimentos de vários soldados, inesperadamente, apareceu um feixe de luz brilhante, do qual, surgiu uma figura alta com duas asas longas e brancas. Este ser misterioso, fez um gesto para que os combates britânicos o seguissem. Apesar do medo, os militares, levantaram-se e começam a acompanhar à imponente figura. Eles seguiram em direção a uma área já explorada pelos soldados anteriormente. Mas misteriosamente, o que antes era um terreno inviável, agora parecia ter se transformado um amplo caminho. Como Milagre, surgiu diante dos militares uma rota de fuga que não constava em nenhum de seus mapas.

anjos-de-mons.2

Os alemães conseguiram interceptá-los, antes que abandonassem o bosque. Os soldados britânicos sabiam que já estavam mortos. Então, surgiu como magica, um estranho exército celestial cujos pés não tocavam a terra. Esses seres se interpuseram entre ambos os soldados. Segundo relatos dos combatentes britânicos, os cavalos dos alemães saíram em disparada e exército alemão se retirou ante a fantasmagórica presença.

anjos-de-mons

Um mês após da árdua batalha de Mons, o jornal “Evening news”, de Londres, publicou uma notícia extraordinária que chama a atenção até a atualidade. A reportagem, escrita pelo jornalista Arthur Machen, relata como uma pequena força expedicionária britânica, em uma condição numérica extremamente desfavorável frente ao exército alemão, foi aparentemente salva por reforços celestiais. Os anjos de Mons surgiram repentinamente entre os ingleses e os alemães. De acordo com a notícia, os alemães recuaram confusos e amedrontados.

entre os flacos

Em maio de 1915, em Bristol, foi publicado na revista da paróquia local a confissão de um oficial britânico, sob juramento. Nela, o oficial declarava que, quando a sua companhia se retirava de Mons, fora perseguida por uma unidade da cavalaria alemã. O oficial procurou um lugar para os britânicos se abrigarem, mas os alemães os alcançaram. Esperando uma morte certa, os soldados ingleses se viraram e para seu espanto, uma companhia de anjos estava entre eles e os inimigos alemães. Segundo o oficial, os cavalos alemães, se assustaram e fugiram em debandada. Em meio a neblina ouvia-se gritos de pavor.  O militar contou ainda que o exército celestial escoltou os ingleses por aproximadamente meia hora até desaparecer tão misteriosamente como havia aparecido. O capelão do exército, reverendo Chavasse, declarou ter ouvido a mesma história de três soldados que estiveram na Batalha de Mons.

Do lado alemão surgiu a notícia de que os alemães teriam se recusado a atacar os inimigos ingleses, devido à presença da superioridade numérica dos soldados alemães no local.

capa

No caso dos anjos de Mons, nenhum combatente revelou seu nome por medo de deboche popular ou represália do exército. Sempre mantiveram se no anonimato, ficando os relatos no nível do incerto: um soldado, um general, etc.

Em uma extraordinária reviravolta, o jornalista, autor da notícia reconheceu anos depois que a matéria não passou de fantasia para tempos difíceis. Ele afirmou que sua intensão era fazer as pessoas acreditarem em Deus e na intervenção divina. Machen terminou sua carreira escrevendo contos de ficção científica e suspense.

soldado e anjo

Com o passar do tempo esse mistério ficou ainda mais intrigante. Apesar do desmentido público feito pelo jornalista, muitos soldados confirmaram o que viram na batalha de Mons. Se por um lado os investigadores do exército chegaram a acreditar que algo sobrenatural ocorreu, por outro lado, céticos dizem que tudo teria sido apenas uma conspiração para aumentar o número de recrutamento militar.

Em uma recente investigação, a batalha de Mons, foi trazida à tona, graças a um novo conjunto de declarações sugerindo que os soldados na realidade teriam testemunhado seres de outro mundo, por meio de um OVNI.

Segundo o autor Kevin Goodman. “O fenômeno OVNI não era conhecido durante a Primeira Guerra Mundial. As tropas se relacionaram com o evento da única forma que podiam, pensando que eles tinham presenciado um sinal Divino”.

O Taifeiro que testemunhou o evento disse: “Eu podia ver muito claramente no ar uma estranha luz bastante delineada. Não era um reflexo da lua, nem havia qualquer nuvem no céu. A luz tornou-se mais brilhante. Eu podia ver distintamente três formas. Uma no centro, tendo o que parecia ser asas abertas e as outras duas não tão grandes, mas claramente distintas da luz do central. Eles pareciam ter uma roupa comprida, um manto de ouro”.

3ufo

Os anjos de Mons, para muitas pessoas, são personagens folclóricos britânicos e depois de 1915 foram lançados livros, filmes, novelas e documentários. Até mesmo uma ópera foi escrita para relembrar esse fato que mistura guerra e sobrenatural. Para aqueles que viveram a batalha, os anjos de Mons foram tão reais como a própria guerra.

O que os homens viram e viveram durante a batalha de Mons nos faz pensar. Será que tudo não passou de uma conspiração, eles realmente viram algo divino, sobrenatural ou será que os extraterrestres interviram em uma frustrada tentativa de pôr fim às hostilidades humana? Talvez nunca saibamos a verdadeira história por traz deste mistério.
O que você acha? Não deixe de registrar sua opinião nos comentários!

Confira este e outros assuntos sobre OVNIs, UFO, abdução e muito mais em nossa revista OVNIs – UFO no:   Flipboard  http://flip.it/gNNce

Siga-nos também no twitter: http://twitter.com/alemdosgreys
Fonte: arquivoufo.com.br; fatoefarsa.com.br, rusmea.com

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s